Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos de uma Adulta ao Contrário

Retalhos soltos de uma Mente que não pára !

Desabafos de uma Adulta ao Contrário

Retalhos soltos de uma Mente que não pára !

31.10.20

IMG_20201004_185105.jpg

 Sempre fui uma pessoa extremamente ansiosa. A qualquer momento podia ser surpreendida por um ataque de ansiedade que me deixava aterrada por largos minutos! Não vos consigo descrever a sensação ... é como se a dada altura o nosso corpo deixasse de estar sob o chão e nós fossemos transportados para uma realidade alternativa onde deixamos de ter controlo das nossas pernas, dos nossos pensamentos e principalmente da nossa respiração!

            Muitas pessoas me perguntam porquê? o que é que deixa assim e em que raio estava a pensar. Nunca tinha resposta para isso porque eu achava que estava tudo bem, que não estava a pensar em nada e que aquilo não fazia sentido. Confesso que as vezes até me “chateava” comigo mesma porque nada faria sentido uma vez que estava tudo bem.

            Com isto da pandemia e de ter que ficar mais em casa, de não podermos estar todos juntos todos os dias fez com que eu passasse mais tempo sozinha e com disposição (as vezes é mesmo o que falta) para me conhecer a mim mesma e ouvir o que se passa comigo. E depois de várias tentativas, de ouvir com mais atenção (FINALMENTE) entendi o que se passava comigo e que muitas vezes me fazia ter aqueles ataques; era o facto de estar sempre  a pensar em algo, que já passou ou então algo que ainda está para chegar e eu já estou a pensar como irá ser!
            Ora vejamos: muito das coisas do passado já estão lá atrás, já não podemos fazer diferente, não podemos voltar e fazer a situação em questão e dar um rumo diferente ás coisas; resta seguir em frente e fazer melhor porque aprendemos com os erros do passado. As coisas que dizem respeito ao futuro não adiantam imaginar, especular ou ficar nervoso com isso porque ainda não estamos lá e a continuarmos a gastar energia com todos estes pensamentos que em nada nos ajudam não vivemos o presente e de certo que o futuro ficará mais baralhado e muito mais duro!

Após esta reflexão (que me ajudou e muito) comecei a viver mais o presente; aproveitar as pequenas coisas do agora e a mostrar gratidão para com os que me são queridos e todos os dias me ajudam a ser “mais” e melhor e à vida que me permite vivenciar coisas fantásticas e outras menos fantásticas mas que no fim todas elas foram boas lições para fazer diferente mais e melhor.

Posso dizer que desde que ando a trabalhar nesta mudança e a fazer diferente, ansiedade é menor, ando mais feliz, com mais energias e parece que as coisas que antes eram mais complicadas de fazer agora seguem um caminho mais rápido e correto.

Uma boa noite e que todos se saibam ouvir a si mesmo e que essa escuta permita pessoas mais felizes, menos ansiosas e muito mais realizadas tanto a nível de trabalho como a nível pessoal!

P.S Não me queria alongar tanto, só quando terminei o relato e que me apercebi. Mas faz sentido assim; Desculpem!

30.10.20

2020-10-19-063342915.jpg

Estou sentada no sofá oiço a chuva tilintar nas telhas; esboço um sorriso. Não sei que parte da minha mente é activada nesse momento, mas sei que é algo bom; é algo que me faz sorrir e que inconscientemente me leva para um lugar muito seguro e tranquilo.

Sempre adorei a chuva, sentir as gotas a cair na minha cabeça é como que se nesse instante despertasse e fosse elucidada e libertada de todos os pensamentos confusos e abstractos e voltasse à realidade onde tudo é claro e as ideias são fixas.

            As vezes passamos os dias numa agitação constante em busca de soluções para os nossos problemas, para resolver aquele dilema chato do trabalho que nos anda a tirar o sono, para tomar decisões sobre assuntos que tem que ser encerrados e não obtemos qualquer resposta; porque nessas mesmas vezes o que nós precisamos mesmo é de parar e ouvir o som da chuva!

No dia seguinte ou até nesse instante todas as respostas surgirão e tudo se torna claro e sereno.

Resto de um bom dia e espero que todos vocês consigam um momento para poder ouvir o som da chuva.

           

29.10.20

 

IMG_20201004_184758.jpg

Com a idade e com o passar do tempo vamos deixando de dar importâncias a grandes feitos e extravagancias  e começamos a valorizar mais os detalhes e as  coisas simples da vida. Começamos a dar valor ao que é pequenino e às sensações e emoções que  nos transmitem! 
A mim a natureza transmite-me a ideia de liberdade, de sobrevivência e de luta! é fascinante ver como algumas plantas e animais conseguem sobreviver sozinhos, sem ajuda de ninguém, apenas com o que "conseguem resgatar" da mãe natureza.

Ao observar estes pequenos cogumelos selvagens levei uma lufada de ar fresco e fiquei com a certeza que tudo é possível.  Existem objectivos mais fáceis que outros e existem alturas em que tudo corre bem existem outras que andamos virados ao contrário em busca de um rumo e do caminho certo; mas se a força de vontade, a luta e a determinação forem mais fortes não existe nada que não esteja ao nosso alcance e tal como estes cogumelos conseguem sobreviver (sozinhos) nós também conseguimos ser felizes e realizar todos os nossos sonhos e objectivos com a ajuda e camaradagem dos que nos querem bem! 
Não temos nada que temer, já estamos em vantagem em relação aso cogumelos. 
Boa noite !

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub